Financier Academy

  /  Insight Financier   /  Um pouco de taxa a menos na expectativa de um pouco de crescimento …

Um pouco de taxa a menos na expectativa de um pouco de crescimento …

Após bastante tempo (16 meses) com a taxa SELIC estável nos 6,5% ao ano, o Banco Central (BC) volta a reduzir a taxa básica de juros do País em excelentes 0,5 pontos percentuais. Mas como isso impacta nossa vida?

Bem, vamos aos fatos, hoje o Brasil vive uma situação bastante, como direi, impar. Temos um nível de desemprego que atinge 12% da população, segundo o IBGE, e um nível de investimento empresarial e consumo das famílias evoluindo em passos de lesma (se é que lesma anda), associado a uma inflação considerada por muitos analistas baixa para o pais. Todo esse cenário aponta para uma necessidade de gerar incentivo para o mercado.

Aparentemente, essa redução de taxa pode ajudar no incentivo, não é tudo, mas já é um começo. Associar os bons sinais vindos da aprovação da reforma da previdência em primeiro turno, a uma demonstração de “boa vontade” do BC com a economia e agregado a uma expectativa de redução de spread vinda das FINTECHs podemos ter dias melhores.

Claro que devemos nos precaver e não jogar fora as bases do tripé macroeconômico, claro que devemos ter responsabilidade e evitar um sobressalto inflacionário, mas temos a oportunidade de, mesmo atrasados, tentar acelerar um pouco o crescimento com uma taxa de juros básica mais baixa.

Vamos torcer para que o empresário possa agora começar a investir com juros menores e a população possa voltar a consumir, sempre de olhos abertos a risco de inflação. Com esse movimento do BC e apontando para uma próxima queda, se a economia não andar, o Brasil poderá tentar tirar o pé do freio.

Não há milagres, apenas trabalho e controle. Vamos ver como a bolsa reage a esse corte que pegou alguns analistas de surpresa, não pelo corte, mas pelo tamanho. Vamos ver como o empresário reage a essa demonstração de incentivo. E vamos torcer para o que o governo aponte para o caminho certo, sem gerar incertezas no cenário político.

E vamos em frente…


Samuel de Jesus Monteiro de Barros
Mestre em Administração, Administrador, Especialista em Finanças.

Leave a comment

User registration

Reset Password