Blog

Na última semana, tivemos a constatação da queda do dólar em 5,25% no mês de julho, terminando a semana sendo negociado a R$ 3,14. Conforme destacamos anteriormente, no Brasil, a moeda americana era a bússola para traduzir a aversão ao risco dos investidores; Com o congresso de férias, leia-se recesso, até o dia 02 de agosto, os investidores tiveram tranquilidade pela ausência do risco politico interferindo a tomada de decisão. Merece destaque o Relatório de

  No post do Outliers de hoje trazemos um artigo escrito pelo Richard Sihman, sobre uma das mais importantes ferramentas utilizadas pelo mercado financeiro: ANÁLISE SETORIAL.   Usada pelas maiores gestoras de recursos do país, a análise fundamentalista começa com uma cuidadosa análise do setor em que a empresa se insere. Ao analisá-lo, poderemos identificar oportunidades, ameaças e tendências que influenciarão nos resultados da companhia. Sem essas informações, mostra-se impossível fazer uma estimativa confiável do valor da instituição,

Quando quatro jamaicanos sonham em competir nos Jogos Olímpicos de Inverno, apesar de nunca terem visto neve, o que podemos esperar? O tema rendeu a comedia Jamaica abaixou de zero que foi estrelada em 1993. Pedindo aquela licença poética de sempre, criei o título “Brasil abaixo de zero” para destacar o principal o acontecimento da última semana: De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de

“Podemos vender nosso tempo, mas nāo podemos comprá-lo de volta.” FERNANDO PESSOA Após as delações da JBSS no dia 18 de Maio, todas as atenções estão voltadas para o impasse no cenário político que fazem os investidores evitarem grandes apostas no curto prazo. Muitos acreditavam que o julgamento da chapa Dilma Rousseff- Michel Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seria uma resposta rápida para instabilidade política provocada pela baixa governabilidade do governo após os escândalos. Contudo, após

“A percepção do mercado é de que a agenda de reformas é do país, não de um presidente" Disse: José Berenguer, presidente JP Morgan no Brasil Até o dia 17 de Maio tínhamos um cenário de inflação e Selic em queda, pela possibilidade de reformas da Previdência e trabalhista. O mercado financeiro estava otimista e o segundo semestre tinha o desenho de prosperidade para a recuperação da economia brasileira. Contudo, o Brasil foi atingido pelo terremoto dos desdobramentos

No Brasil, os investidores continuam otimistas pela conclusão da reforma da Previdência, algo imprescindível para colocar as contas públicas do país em ordem. Essa sensibilidade parece influenciar a recuperação da moeda brasileira, pois o dólar alcançou o menor preço desde 18 de abril (3,1134 reais). Na semana, acumulou queda de 1,61 por cento e, em quatro sessões, perdeu 2,25 por cento. Contudo, a maior preocupação para recuperação é o crescente desemprego, que prejudica diretamente dois

User registration

Reset Password